Agenda cheia

Bahia estreia na Sul-Americana, quarta competição em 2020

O Bahia não tem nem tempo para respirar, imagina chorar pelo leite derramado. O Esquadrão de Aço fará na noite desta quarta-feira (12), às 21h30, na Arena Fonte Nova, a participação de sua quarta competição em apenas dois meses de temporada. O confronto será contra o Nacional do Paraguai, pela partida de ida da primeira fase da Copa Sul-Americana.

Por enquanto, o saldo não é bom. Eliminado da Copa do Brasil, o Tricolor é apenas sétimo na Copa do Nordeste. O diferencial é apenas no Campeonato Baiano, onde o clube é líder atuando com seu time de transição. Fora da crise, sete atletas do sub-23 foram inscritos na Sul-Americana. Logo mais, diante de sua torcida, o confronto significa espantar a crise que insiste em visitar a Cidade Tricolor.

“Não vamos ser eliminados de novo. Isso tenho total certeza. O que de ruim aconteceu, não tem nada para piorar. A eliminação na Copa do Brasil. Derrota no clássico. Tenho certeza que todo o grupo vai entrar focado e determinado para não deixar o ano terminar tão cedo. A gente vai tentar ir o mais longe possível na competição, sempre buscando o máximo, que é o título”, disse o atacante Élber, tentando espantar o momento ruim.

Para o atacante, a bronca da torcida é válida, mas é preciso muito apoio no embate internacional na Arena Fonte Nova. “Torcedor é paixão, quer ver resultado, seus jogadores dando suor. A gente compreende o momento que o torcedor está chateado. Vamos disputar mais uma competição. A gente pede compreensão e pede que quem vá ao estádio nos apoie do começo ao fim. Se for para vaiar, que seja no final. Espero que possa não acontecer, porque tenho certeza que a gente pode fazer um grande jogo”, completa.

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*